quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Parques de São Paulo não serão fechados na quarentena, diz governo paulista

 

Os parques da cidade de São Paulo devem permanecer abertos durante a quarentenaEm entrevista coletiva na última segunda feira, Patrícia Ellen, secretária do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, afirmou que o governo do Estado de São Paulo não vai fechar os parques, nem mesmo nos municípios que estiverem na fase laranja do Plano SP.

“Parques permanecem abertos na fase laranja. É importante o funcionamento de atividades ao ar livre para que a população possa ter o seu descanso. O tema do desafio emocional tem sido muito grande durante a pandemia", disse a secretária do governo paulista.

"Por outro lado é muito importante evitar as atividades que aumentam a transmissão e que aceleram a curva pandêmica”, disse Ellen.

Atualmente a capital paulista está na fase amarela, mas o aumento significativo da taxa de ocupação de UTI pode provocar, a qualquer momento, o retorno de fases que restringem o funcionamento de comércio e espaços públicos.

Os parques da capital estão abertos em horários normais com a entrada controlada, para manter a ocupação em até 40% da capacidade e o uso obrigatório de máscara. Em alguns parques será medida a temperatura na entrada (limite de 37,5°C).

Por enquanto, somente caminhada, corrida e ciclismo são permitidos, ou qualquer atividade física que não promova aglomeração e respeite o distanciamento social. Os playgrounds estão proibidos, assim como alguns prédios localizados dentro dos parques, como museus, estufas/orquidários, restaurantes e áreas de lazer. 

Entre os parque abertos em São Paulo estão: Parque IbirapueraParque Villa-LobosParque CeretJardim Botânico de São PauloParque do CarmoHorto FlorestalParque Independência e Parque Aclimação

Os bebedouros continuam lacrados como medida para evitar o contágio pelo vírus. A limpeza dos sanitários e de aparelhos de uso comum será intensificada.

Os vendedores de alimentos têm permissão para trabalharem nos parques.

O médico João Gabbardo, coordenador do Centro de Contingência da Covid-19, afirma que atividades físicas são muito importantes no controle doenças crônicas, principalmente em idosos, como a osteoporose. "Qualquer atividade física por 30 minutos todos os dias, como caminhar, já ajudam a fortalecer o sistema imunológico", diz Gabbardo.

 O coordenador  argumenta que o Covid-19 é uma reação inflamatória que atinge o organismo como um todo: "portanto, quanto mais forte estiver o sistema imunológico, melhor a resposta imunológica à doença". Além da alimentação saudável e da regulação do sono, os exercícios físicos são considerados pelos especialistas como fundamental para o fortalecimento da saúde.

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site