segunda-feira, 20 de junho de 2016

Inverno: Aproveite bibliotecas, museus e espaços de convivência nos parques da região metropolitana de São Paulo

Biblioteca Parque Villa-Lobos

O inverno começou no dia 20 de junho às 19h34 e as temperaturas devem ficar próximas da normalidade a ligeiramente acima da média durante a estação - de 6°C (nas regiões mais altas) a 20°C - e tempo seco no Sudeste do país, segundo o Climatempo. E os parques não deixam de ser uma opção de lazer para toda a família, apesar das temperaturas frias.

Além da prática de exercícios físicos, os parques também oferecem atividades culturais e divertidas em suas instalações cobertas como bibliotecas, museus e espaços de convivência para todas as idades.

Conheça alguns dos parques com atividades regulares em locais fechados (confira a programação antes de sair de casa):


Bibliotecas
O parque tem a Biblioteca Raul Bopp, gerida pela Secretaria Municipal de Cultura,que conta com um acervo de 31.000 exemplares de livros didáticos, dicionários, enciclopédias, jornais, revistas, mapas, multimídia, etc. 


A Biblioteca de São Paulo, espaço administrado pela Secretaria de Estado da Cultura, conta com mais de 35 mil obras em seu acervo. Inaugurada em 8 de fevereiro de 2010, mantém obras também em braille, audiolivro, ebooks, kindles, DVDs, CDs, além de jogos. Disponibiliza, ainda, mais de 90 computadores para o público acessar a internet (gratuitamente, durante 120 minutos diários), filmes, músicas e jogos eletrônicos. Conta com várias áreas de convivência, relaxamento e leituras.
A Biblioteca dispõe de mobiliário especial para cadeirantes e equipamentos para auxiliar a leitura dos deficientes visuais: lupa eletrônica, computadores com leitores de tela, mesa de altura regulável e adaptável. Destaque para o Poet Scan, em que é possível escanear páginas de livros, e lê-las no ritmo desejado (maior ou menor velocidade) e acompanhar o texto em braile.

A pequena biblioteca tem seu "bosque da leitura", promovido pela Secretaria Municipal da Cultura da Prefeitura de São Paulo. 


Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL) tem um bom acervo de livros, além de acesso à internet e rede WiFi por computadores, auditório para 200 lugares, acessibilidade e equipamentos de tecnologia assistiva, sala de jogos, etc. Há programação cultural para todas as idades: atividades permanentes, oficinas, cursos, eventos, exposições, saraus, etc.

Museus
 Abriga o Museu Florestal, o Núcleo de Educação Ambiental e a Estação Vida.


Você pode visitar o Museu Botânico.


Estão disponíveis os museus MAM, Museu Afro Brasil e MAC.


Casa do Grito e Monumento à Independência e a Cripta Imperial  podem ser visitadas. O Museu Paulista (conhecido como Museu do Ipiranga) está fechado para reformas.


Conheça o Museu de Meio Ambiente e Centro de Convivência e Cooperativa (CECCO), que é gerenciado pela Secretaria Municipal da Saúde.


O Museu do Tietê tem como principal objetivo contribuir para o ensino voltado para a cidadania, preservando e fornecendo para a população a possibilidade de pesquisa, estudo e apreensão da cultura. O parque abriga, também, um Centro de Recuperação de Animais Silvestres (CRAS).


Atividades diversas
Há várias atrações no local. O Aquário, Casa do Caboclo, Arena, Espaço para jogar Xadrez, Biblioteca, Espaço Leitura, Espaço Melhor Idade e Multiuso, Pergolados e o Museu Geológico.


Num prédio onde na década de 1930 era o "reformatório das meninas", está instalada agora a Fábrica de Cultura Parque Belém. O edifício está estruturado em vários espaços, para receber atividades culturais, tais como dança, teatro, música, circo, xadrez, além de ter salas de múltiplo uso, artes plásticas, facilitando inclusive a criação de outras atividades.


O parque tem uma brinquedoteca para crianças até 8 anos, o Museu do Lixo, com o que parte da população joga nas ruas, rios e na própria represa. Visa conscientizar as crianças e sensibilizar os adultos a partir do acervo do lixo recolhido no reservatório e que chega a represa por meio de rios e córregos vizinhos. Visite a Biblioteca Noêmia Alves de Siqueira, inaugurada em 2000, conta com cerca de 8.000 títulos catalogados.

Região Metropolitana de São Paulo 
O centro chamado Oficina de idéias realiza oficinas de reciclagem e reaproveitamento de materiais e também a exibe filmes sobre o tema. Há ainda o Biotério (necrotério e taxidermia de animais), Estufas e uma sala de cursos para 50 pessoas. 


O Ecomuseu, criado em 2010, tem como objetivo resgatar, valorizar, divulgar a riqueza cultural e biológica e o desenvolvimento tecnológico. O local é aberto a crianças a partir de 7 anos, com prioridade para escolas municipais, estaduais, seguida das particulares. 
Há também uma Sala Verde, que é um espaço dotado de biblioteca, videoteca e computador ligado à rede de Internet, que permite aos usuários realizar pesquisas e elaborar trabalho sobre temas ambientais.

Visite o Centro de Convivência e Cultura (CECO) e o Museu da Natureza.

Por Letícia Jardim Guedes - Redação do Áreas Verdes das Cidades


0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site