sábado, 24 de setembro de 2016

Parque Alfredo Volpi em São Paulo (Revisitado e informações atualizadas)

Parque Alfredo Volpi foi revisitado num domingo e fica no bairro do Morumbi, subprefeitura do Butantã, em São Paulo. Foi inaugurado em 27/04/1971, tendo uma superfície de 142.432 m², destacando-se por suas trilhas, inclusive em mata fechada.  É o parque considerado pela Prefeitura de São Paulo como tendo a maior biodiversidade em zona urbana da capital paulista.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Parque Villa-Lobos em São Paulo (Revisitado e informações atualizadas)

Parque Villa-Lobos, que foi visitado algumas vezes e em dias diversos pelo site Áreas Verdes das Cidades, é um dos mais completos da cidade em termos de infraestrutura para lazer. Tem uma área de 732.000 m² e situa-se no Alto de Pinheiros, zona oeste da capital paulista. Entre suas inúmeras atrações há o "Espaço Villa Ambiental", o circuito "Vai pela Sombra", o "Orquidário Ruth Cardoso", o "Circuito das Árvores", a "Biblioteca Parque Villa-Lobos" e o "Ouvillas", que é um espaço ao ar livre onde se ouvem músicas de Villa-Lobos continuamente.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

21 de setembro - Dia da Árvore

No dia 21 de setembro, comemora-se o Dia da Árvore. A data é celebrada no mundo todo, mas em dias diferentes. No Brasil, o dia 21/9 foi escolhido por ser véspera da primavera, estação em que as plantas e flores florescem em abundância.

A data é considerada uma ocasião especial para tratar de assuntos ligados à ecologia junto a públicos diversos, leigos ou especialistas. Convida também para a reflexão sobre o respeito ao meio-ambiente, a preservação das florestas, o equilíbrio do ecossistema, o combate à poluição, entre outros temas.


A árvore é um grande símbolo da natureza e é uma das mais importantes riquezas naturais que possuímos. As diversas espécies arbóreas existentes são fundamentais para a vida na Terra porque aumentam a umidade do ar graças à evapotranspiração, evitam erosões, produzem oxigênio no processo de fotossíntese, reduzem a temperatura e fornecem sombra e abrigo para algumas espécies animais.

Além disso, entre as diversas espécies arbóreas existentes, incluem-se várias plantas frutíferas, como é o caso da mangueira, limoeiro, goiabeira, abacateiro, pessegueiro e laranjeira.

Além de produzirem alimento, as árvores também possuem outras aplicações econômicas. A madeira por elas produzidas serve como matéria-prima para a criação de móveis e até mesmo casas. A celulose extraída dessas plantas, principalmente pinheiros e eucaliptos, é fundamental para a fabricação de papel.Além disso, algumas espécies apresentam aplicabilidade na indústria farmacêutica por possuírem importantes compostos. 


Uma das árvores mais antigas do Brasil é um jequitibá-rosa de mais de três mil anos, localizado no interior do Estado de São Paulo, em Santa Rita do Passa Quatro. Veja publicação sobre essa árvore, chamada de "Patriarca da Floresta", feita pelo site Áreas Verdes das Cidades, aqui).

A data foi instituída pelo decreto 55.795, assinado em 1965 pelo então presidente Humberto Castelo Branco. Nesse decreto, foi definida a celebração da Festa Anual das Árvores, em substituição ao Dia da Árvore. De acordo com o decreto, o objetivo da comemoração é “difundir ensinamentos sobre a conservação das florestas e estimular a prática de tais ensinamentos, além de divulgar a importância das árvores para o progresso do País e para o bem-estar dos cidadãos”.

O artigo 3° define que a Festa Anual das Árvores deve ser comemorada durante a última semana do mês de março nas regiões Norte e Nordeste; e na semana com início no dia 21 de setembro nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Essa alternância de datas foi definida em função das diferenças climáticas entre as regiões.

Fontes dos textos: Sites http://icalendario.br.com e http://brasilescola.uol.com.br/


 Foto do Jequitibá-rosa: Wikipédia



quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Primavera no hemisfério sul em 2016_Características

Em 2016 a Primavera terá início às 11h21 do dia 22 de setembro, quinta-feira. Com a chegada da nova estação, há uma mudança no regime de chuvas e temperaturas na maior parte do Brasil. 

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Mais opções no final de semana: Parques de São Paulo têm food trucks

Os parques Villa-Lobos, Cândido Portinari e Burle Marx recebem todos os fins de semana diversos food trucks de alimentos doces e salgados e bebidas não alcoólicas para a família toda aproveitar.

Os food trucks viraram uma febre na capital por reunir boa comida a preços convidativos. Além do zelo no preparo dos alimentos, os donos de food truck apostam na rapidez do serviço, praticidade e na descontração do ambiente. A maioria têm mesinhas para se sentar, mas dificilmente há lugar vago!

Nos parques Villa-Lobos e Cândido Portinari (zona oeste de São Paulo) acontece o 1° Festival de Gastronomia Food Truck - todos os finais de semana até 28 de fevereiro de 2017. Entre as opções estão tapioca e sucos naturais, massas e pastéis e carrinhos com água de coco.

No Parque Burle Marx, na Vila Andrade (zona sul de São Paulo), os food trucks estão na Área de Piquenique do parque, das 10h às 18h, aos sábados e domingos.

Além de matar a fome, estes parques oferecem diversas opções de lazer. Clique nos links abaixo para conferi-las nas matérias sobre eles feitas pelo site Áreas Verdes das Cidades:

Parque Villa-Lobos 


Foto: site Parque Burle Marx

Por Letícia J. Guedes - Redação Áreas Verdes das Cidades

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Os 10 melhores parques de São Paulo – Classificação do site Áreas Verdes das Cidades

O site Áreas Verdes das Cidades visitou, resenhou e publicou até o momento 140 áreas verdes urbanas em seus mais de 4 anos de vida e classificou os 10 melhores parques da cidade de São Paulo.

Os critérios usados para a classificação baseiam-se, principalmente, em pontos atribuídos quanto a diversidade de atrações/infraestruturas (playgrounds, ciclovias/ciclofaixas, museus, bibliotecas, pistas para caminhadas/corridas, áreas de estar, etc); facilidades de acesso (ônibus, metrô, carro, estacionamento, etc.); manutenção do local, inclusive limpeza dos sanitários (avaliados no dia da visita), segurança no local; opções de alimentação/bebida (bebedouros, lanchonetes, restaurantes, etc.), diversidade da flora/fauna presente e, também, a existência/promoção de atividades físicas e culturais no local.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Flora Exuberante ao final do inverno 2016 no Parque Ibirapuera

Neste final de inverno há uma exuberância na flora no Parque Ibirapuera, em especial quanto as floradas dos ipês-brancos e amarelos e das primaveras (boungainvilleas), entre as 356 espécies diferentes existentes no parque e que têm sua floração em épocas de acordo com seus fatores de indução, que podem ser endógenos ou exógenos. Entre os fatores endógenos podemos citar o estado nutricional, teores hormonais e ciclos circadianos. Entre os exógenos, ou seja, externos, pode-se destacar o fotoperíodo, a irradiância, a temperatura e a disponibilidade de água.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Confira os parques de SP que ficam abertos até mais tarde

A maioria dos parques de São Paulo fecha às 18h, mas quem não tem tempo de fazer exercícios físicos durante o dia pode encontrar parques na cidade que ficam abertos até mais tarde. Veja a relação dos locais visitados pelo site Áreas Verdes das Cidades que ficam disponíveis durante a noite:

Região Central


Luz
  • Centro Esportivo Tietê - Horário: De segunda a sexta das 6h às 23h30. Sábados das 6h às 18h de domingo - aberto durante toda a madrugada de sábado para domingo. Tel. 11 3227-8652.
Vila Mariana
  • Parque do Ibirapuera - Horário: Das 5h à 22h. Atenção! O parque fica aberto das 5h de sábado até as 24h de domingo.

Zona Sul

Itaim Bibi


Zona Leste

Cangaíba

Vila Formosa
  • Ceret - Horário: Segundas às Sextas das 6 às 0h e Sábados, Domingos e Feriados das 6 às 20h 

Vila Prudente

Zona Oeste

Aclimação
Sumaré
  • Parque Zilda Natel - Horário: Das 9h às 21h, exceto nos dias de jogos no Estádio do Pacaembu, quando encerrará as atividades em horário definido pela administração, conforme horário da partida.

Praças - abertas 24 horas

Zona Oeste

Alto de Pinheiros

Zona Sul

Vila Nova Conceição
Morumbi

Atenção! Fazer exercícios à noite requer mais cuidados
Segundo o site Saúde Melhor, os praticantes precisam tomar bastante cuidado com o sistema imunológico. Especialistas da medicina esportiva explicam que o exercício deve ser controlado e sempre vir acompanhado de um bom sono, de pelo menos 8 horas, e uma alimentação adequada.

O que as pessoas não podem esquecer é que muitas delas já passaram por um longo e puxado dia de trabalho, se houver junção de uma sobrecarga de estresse acumulada no dia e mais o estresse físico provocado pelo esforço gerado pelos exercícios físicos, as chances de afetar negativamente o sistema imunológico são enormes.

Dicas
  • Comece com uma orientação de um profissional da Educação Física e principalmente em um ritmo bem baixo;
  • Não saia de casa para praticar exercício em jejum;
  • Antes dos treinos é necessário ingerir alimentos leves, por exemplo, uma fruta. O indicado que é seja consumido aproximadamente 30g de carboidratos. Não faça ingestão de fibras antes do treino porque é um componente de difícil digestão e é indicada para depois da sessão de treino;
  • Após o treino, você precisa ingerir alimentos que reponham a energia perdida. Carboidratos e fibras são os mais indicados, busque a orientação de um nutricionista esportivo para definir o que é melhor;
  • Se você for jantar antes da sessão de treino, é importante que haja um intervalo de 3 horas entre a refeição e o treino;
  • Se for realizar apenas um lanche, o tempo de intervalo pode ser de apenas uma hora;
  • Opte sempre pelos alimentos que favoreçam o seu treinamento, alimentos como: arroz, maçã, melão, morango, cereais integrais, castanha e chás, são excelentes opções para quem vai se exercitar a noite e depois de um duro dia de trabalho. Estes alimentos auxiliam na redução do nível de cortisol, o hormônio relacionado ao estresse humano;
  • Dê muito valor para o descanso. Como foi dito anteriormente, é necessário pelo menos 8 horas de sono por noite. Jamais troque horas de sono por atividade física, porque isso só trará malefícios para sua vida e
  • Para conseguir se exercitar de forma ideal, você precisa de energia reservada, sendo assim, uma dieta contendo quantidades ideais de carboidratos irá evitar fadigas e até mesmo algumas lesões musculares.

Faça exercícios pelo menos 2 horas antes de dormir
Durante a atividade física seu corpo é estimulado a liberar uma grande quantidade de endorfina, que é responsável pela sensação de prazer, euforia e motivação.

Mesmo com este efeito, existem pessoas que conseguem chegar a sua casa, tomar seu banho e dormir normalmente, mas se você não é desses, certamente é melhor não praticar exercícios muito próximo do horário de dormir.

É indicado que você reserve 2 horas de intervalo entre o final do treino e o horário que vai deitar para dormir. Neste tempo o seu corpo irá desacelerar pouco a pouco e você dificilmente terá seu sono atrapalhado.

Para aquelas pessoas que não tem horário definido de treino, nossa informação é que você não precisa se preocupar quanto a isso. Não existe contra indicações específicas para estes casos, você precisa tomar o mesmo cuidado das pessoas que praticam em um dos horários apenas.

Lembre da nossa dica mais importante de todas, jamais inicie qualquer atividade física sem antes realizar exames e obter uma liberação médica. Com essa liberação em mãos, não fique parado, indiferente do horário apenas tome e cuidado e bom treino!

Foto: Pacefit

Por Leticia Jardim Guedes - Redação Áreas Verdes das Cidades