Mostrando postagens com marcador exercícios físicos frio. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador exercícios físicos frio. Mostrar todas as postagens
segunda-feira, 28 de junho de 2021

Exercícios físicos no frio: Mantenha-se em forma neste inverno

 

Com o tempo mais frio - temperaturas abaixo 20°C - há cuidados especiais para praticar exercícios físicos no parque e preservar a saúde, evitar desgastes, lesões e doenças. Além disso, a pandemia de covid exige que mais cuidados aos fazer exercícios físicos.


Siga o Áreas Verdes das Cidades no Facebook e no Instagram - todo dia tem novidades sobre parques do Brasil e do mundo, vida saudável, sustentabilidade e bem-estar!

O impacto do frio no organismo

O frio é uma agressão ao corpo, pois o organismo tem que compensar a perda de temperatura externa para manter sua temperatura normal de 36,5°C”, diz o cardiologista e médico do esporte Nabil Ghorayeb, doutor em cardiologia pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo).

Neste processo de compensação da temperatura, chamada vasoconstrição, tem um impacto: o sangue não chega suficientemente aonde deveria. “Algumas das consequências são: a coordenação motora se torna deficiente; as reações físicas e mentais ficam bem mais lentas; ocorre sensação de calafrios mais intensos; surge séria confusão mental e num caso mais sério, há risco de parada cardíaca”, relata Ghorayeb.

Covid e doenças infecciosas no inverno

No inverno ocorre um aumento significativo da incidência de algumas doenças chamadas de infecciosas (por vírus e bactérias), e entre elas a covid (coronavírus), pois o frio geralmente provoca uma redução da imunidade do organismo.

As doenças infecciosas têm um impacto maior na saúde das crianças e idosos. As pessoas com comorbidades também precisam de mais cuidados no inverno: portadores de doenças do aparelho respiratório e do circulatório (como pressão alta e doenças das coronárias) e de doenças crônicas (como diabete).

Cuidados para atividade física no inverno

“Proteja-se para minimizar a perda de calor. Os homens têm tendência a ter mãos mais frias. Já as mulheres costumam sofrer com dores de ouvido. Então, não dispense luvas e gorros ou faixas que cubram as orelhas”, aconselha César Augusto Oliveira, treinador da MPR Assessoria Esportiva, de São Paulo.

 O cardiologista Nabil Ghorayeb aconselha também a fazer o aquecimento muscular, intensificando os exercícios progressivamente; de preferência manter a respiração nasal (que aquece mais eficazmente o ar frio para os pulmões) e a ingestão de líquido, sendo melhor se aquecidos, pré e pós-exercício - no inverno, o ar está mais seco e necessitamos de reposição hídrica constante, mesmo que aparentemente se perca pouca água pelo suor.


Por Letícia J. Guedes da redação do site Áreas Verdes das Cidades 


Com informações de 
O Globo 

Leia mais:

Qualidade de vida:corrida e pedalada aumentam os “hormônios da felicidade”

 

Veja também:

Encontre o parque mais próximo de sua casa em SP; visite o link Relação de Parques/Praças