sexta-feira, 15 de maio de 2020

Fotos de natureza diminuem estresse, diz estudo

Em época de isolamento social pelo risco de coronavírus, com todas as áreas verdes das cidades fechadas, há um pequeno consolo demonstrado em um estudo científico: apenas observar fotos da natureza é suficiente como estímulo "natural" para diminuir nossos níveis de estresse.

Diversos estudos já provaram os benefícios do contato com a natureza - como redução de estresse, de demência, recuperação de níveis hormonais, entre outros - mas este inovou ao observar que apenas imagens da natureza podem acalmar uma pessoa. Aproveite para ver as fotos do site Áreas Verdes das Cidades e siga nosso Instagram e Facebook

Embora o tamanho da amostra no estudo não tenha sido grande, foram 46 participantes nos testes, e os resultados por si só não devam ser considerados definitivos, em um momento como este podemos usar o que há disponível para atenuar os efeitos do isolamento.


Pesquisadores do Centro Médico da Universidade Vrije, na Holanda, usaram monitores de batimentos cardíacos e de níveis de estresse em participantes que resolviam problemas matemáticos em um computador. O teste foi configurado com vários níveis de dificuldade, dos mais fáceis aos mais complexos. 

Depois disso, eles viram duas séries de fotos de ambientes urbanos: uma com vegetação entre os edifícios e o outro conjunto de imagens de cidades sem áreas verdes. Quando os participantes viram as imagens de natureza, seus níveis de estresse diminuíram, graças à ativação do sistema nervoso parassimpático - que controla certas funções de repouso. 

As descobertas foram relatadas no Jornal Internacional de Pesquisa Ambiental e Saúde Pública (International Journal Environmental Research and Public Health). "A visualização de imagens da natureza pode ser particularmente eficaz no apoio ao relaxamento e à recuperação após um período estressante", escrevem os autores do estudo. “Portanto, poderia servir como uma oportunidade para experiências de micro-restauração e uma ferramenta promissora na prevenção de estresse crônico e doenças relacionadas ao estresse".


Curiosamente, o estímulo parece funcionar como uma recuperação do estresse, mas os pesquisadores descobriram que não pode atuar como um amortecedor. Observar fotos de vegetação antes do teste de indução do estresse não teve efeito pré-calmante nos participantes. 

As imagens usadas no experimento foram intencionalmente mantidas o mais nítidas e monótonas possíveis, para não distrair os participantes com suas qualidades estéticas. O que isso pode significar é que qualquer foto antiga mostrando alguns aspectos da natureza ou da vegetação pode ajudar a acalmar em situações incômodas e até quando sentir muito calor - resultado que nem os pesquisadores esperavam. 

Aproveite para ver as fotos do site Áreas Verdes das Cidades e siga nosso Instagram e Facebook


Por Letícia J. Guedes da Redação do site Áreas Verdes das Cidades

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site