quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Parque Luís Carlos Prestes em São Paulo

Visitamos no feriado da Independência o Parque Luís Carlos Prestes, que fica localizado no Jardim Rolinóplis, Distrito do Butantã na Zona Oeste da Capital. Tem por volta de 27.100 m² de área, tendo sido inaugurado em 1990.
Horário de funcionamento:
7h às 18h
 Telefone:
    (11) 3721-4965    
Localização:
Rua João Della Manna, 665, Jardim Rolinópolis
Ver no mapa

Avaliação do parque (0 a 5) é 2,8.

Há várias linhas de ônibus para o acesso ao parque (Rua João Della Manna, 665), entre as quais a 647M-10 - Jd. Macedonia x Pinheiros; 7013-10 - Pq. Arariba x Pinheiros; 7043-10 - Jd. Inga x Pinheiros; 7701-10 - Jd. Guarau x Term. Amaral Gurgel e a 8020-10 - Butantã x Shop. Morumbi. Para saber outros números de linhas, fornecendo origem e destino, ligue para o telefone 156  da PMSP ou pelo site da Sptrans (clique aqui). 
De carro, consulte o link "Ver no mapa" no box acima e trace seu roteiro. Não há estacionamento para veículos no interior do parque, mas se pode parar com facilidade nas ruas próximas, observando, sempre, a sinalização existente.

O parque está situado em uma encosta inclinada, de forma que possui três pisos distintos ligados por escadas rústicas, unindo os três platôs.
O piso superior possui uma pequena área de acesso ao parque, aparelhos de ginástica e trilha. Possui alguns bancos e serve de acesso às duas áreas principais do parque. Por ela se pode chegar à Rodovia Raposo Tavares.
No piso intermediário, há duas entradas para o parque, cada qual em uma rua sem saída. Neste plano existem um playground, local para piqueniques e sanitários.

No piso inferior, situa-se a entrada principal pela rua João Della Manna e existem duas quadras poliesportivas, a casa da administração do parque e o Espaço Comunitário.

No cômputo geral, o parque oferece churrasqueiras, quiosques, quadras poliesportivas, aparelhos de ginástica, playgrounds, áreas de estar, pista de cooper, sanitários (limpos e bem cuidados no dia da visita), comedouro para pássaros, trilhas, quadras poliesportivas, espaço comunitário e pista de caminhada. Há também um ponto de coleta de materiais recicláveis, óleo de cozinha e lixo eletrônico (recolhe-se todo e qualquer material abastecido por pilhas, baterias e energia elétrica, exceto lâmpadas e "tonners"). 

Não há lanchonetes no parque. Embora fosse um feriado, não observamos ambulantes próximos às entradas do local.

Flora
Remanescente da Mata Atlântica com espécies como capixingui, jerivá, tapiá-mirim, mamica-de-porca, pau-jacaré, cuvitinga, camboatá e áreas ajardinadas com cerejeira-australiana, pinange, ipê-rosa e ipê-roxo.

Fauna
Em um total de 29 espécies de animais observadas, a maioria é representada pelas aves como o pitiguari, figuinha-de-rabo-castanho, tuim e joão-teneném. Há espaço também para animais ameaçados de extinção no Estado de São Paulo, como o papagaio-verdadeiro e a maracanã-nobre.

Não há restrições para animais domésticos, desde que os cães estejam em guias e focinheiras, estas para os mais bravos. Andar de bicicleta é proibido no parque.

Há vários vigias no parque, conferindo-lhe segurança

Sinopse Histórica
Inaugurado em 1990,o parque tem o nome do engenheiro, político, militar e revolucionário gaúcho Luís Carlos Prestes. Foi criado a partir de um espaço livre proveniente do loteamento Jardim Rolinópolis.

Vale a pena
  • Caminhar pelas trilhas dos 3 pisos existentes, interligados por escadas rústicas, observando uma abundante vegetação da Mata Atlântica ao redor;
  • Utilizar os quiosques existentes para se reunir com parentes e amigos para fazer churrascos ou um simples piquenique (Atenção! Reserve com antecedência com a administração do parque porque o uso é muito concorrido) e
  • Participar dos vários cursos, palestras e eventos em geral do Espaço Comunitário do parque. Informações e reservas pelo telefone 3721-4965.

Veja vídeo feito no local, quando da visita (sugiro "clicar" no ícone do "YouTube" para uma melhor visualização).


A seguir, veja fotos tiradas no local no dia da visita.
Placa indicativa do parque na sua entrada pela Rua João Della Manna 

Rua João Della Manna que é uma das ruas que margeia o parque

Vista logo após entrar no parque pela Rua João Della Manna (Piso Inferior)


Quadras poliesportivas à esquerda

Quadras poliesportivas

Escada que leva ao piso intermediário do parque
Trilha


Área no piso intermediário do parque


Sanitários

Área de estar com sanitários, playground e quiosques no piso intermediário


Playground

Quiosque e playground

Quiosque para piqueniques


Placa logo após entrar no parque pela Rua Prof. Oséias Silveira


Rua Prof. Oséias Silveira que tem uma das entradas para o parque



Playground



Escada de acesso ao piso superior do parque



Área de estar no piso superior

Trilha que dá acesso ao piso intermediário do parque

Placa indicativa logo após o acesso ao parque nas proximidades da Rodovia Raposo Tavares (Piso Superior)

Trilha no piso superior


Caixa d'água

Aparelhos para ginástica no piso superior




Área de estar no piso superior

Trilha no piso superior

Descida para o piso intermediário




Quadra poliesportiva no piso inferior

Espaço Comunitário do parque (Local para eventos diversos)

Bicicletário no piso inferior
Mesa para jogos de damas ou xadrez

Entrada/saída do parque na Rua João Della Manna

3 comentários:

  1. Uma delícia de parque.

    ResponderExcluir
  2. bom , oq dizer desse parque.....
    simplesmente horrivel o tratamento que os funcionários tem com as familias que visitam o parque, pois eu estava no parque, com meus 2 filhos e minha sobrinha,e pisei no gramado para tirar umas fotos da minha sobrinha de 1 aninho(como qualquer tia babona faz), aonde não existia nenhuma placa de que era proibido pisar no local,mas por educação perguntei a senhora que estava varrendo oparque,se eu poderia pisar ali para tirar fotos da minha sobrinha, e ela me disse que sim ,e não sei o pq ,ela foi chamar 2 seguranças para me retirar do local, eu disse que que eu estava saindo e pedi desculpas,e informei que não tinha placa e ele me disse que eu estava cometendo um crime, e as outras mães entraram no meio da confusão ,pois viram a grosseria que os seguranças me trataram ao lado das minhas crianças, por fim fui embora do parque ,decepcionada e as outras pessoas do parque que testemunharam a cena, ficaram revoltadas tbm!

    ResponderExcluir
  3. Que pena! Um lugar tão bonito! Eu me interessei pelas aulas de yoga. No setor de informações me orientaram a falar direto com a professora. Fiquei indignado ao saber que, apesar de ser dentro de um parque municipal, AS AULAS SÃO PAGAS!!!!! 120,00 1 vez por semana e 160,00 2 vezes por semana!!!

    ResponderExcluir

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site