sábado, 4 de março de 2017

Estudo comprova que praticar corrida aumenta memória, foco e capacidade multitarefa


Em um estudo publicado na revista científica "Frontiers in Human Neuroscience", pesquisadores descobriram que corredores que competem longas distâncias mostram conexões cerebrais diferentes das apresentadas por pessoas saudáveis, mas sedentárias. Essas conexões foram identificadas em áreas do cérebro conhecidas por ajudar na cognição sofisticada: memória de trabalho, capacidade multitarefa, atenção, tomada de decisão e processamento de informações sensoriais.

A comunidade científica já sabe há algum tempo que atividades como ginástica e "badminton" afetam de forma positiva a cognição. No entanto, a corrida nunca havia sido considerada, até agora, um esporte que exigisse muito do cérebro. Os resultados sugerem que quem pratica o esporte com frequência tende a ter maior interação entre partes do cérebro dedicadas à cognição e ao foco mental.

“Nosso estudo mostra que correr pode não ser uma atividade tão simples. Requer habilidades de navegação complexas, além de uma capacidade de planejar, monitorar, responder ao ambiente e continuar com todas as atividades motoras sequenciais de execução, que são, elas próprias, complicadas”, disse Gene Alexander, um dos cientistas responsáveis pelo trabalho, ao jornal "O Globo".

A publicação "Frontiers in Human Neuroscience"  está disponível para acesso gratuito no Portal de Periódicos da Capes.

Com informações do jornal O Globo e do Portal de Periódicos Capes


Por Letícia Jardim Guedes da redação do Áreas Verdes das Cidades

Leia também:

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site