Search function

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Parque Guarapiranga

Visitamos numa 3a. feira, o Parque Guarapiranga, situado na avenida do mesmo nome, número 575, no Distrito de Campo Limpo, Zonal Sul de São Paulo.
Ocupa uma área de 152.600 m² e fica numa das margens da Represa do Guarapiranga. 
Horário de funcionamento:
6h às 18h (Terças aos Domingos)
Recursos:
  Quadra poliesportiva   Campo de futebol   Playground   Trilha     Estacionamento     Programação cultural      
Localização:
Estrada Guarapiranga, 575, Parque Alves de Lima
Ver no mapa

Avaliação geral (0 a 5) é 2,8.

Para chegar ao parque existem muitas linhas de ônibus, entre as quais, 5129-10 - Jd. Mirian x Socorro, 5185-10 Terminal Guarapiranga x Pq. D. Pedro II, 5342-10 Vila Sta. Lúcia x Lgo. S. Francisco, 5391-10 Term. Jd. Ângela x Lgo. S. Francisco, 5391-22 Moema x Term. Jd. Ângela e 6008-10 Jd. Planalto x Terminal Sto. Amaro.

Há um estacionamento gratuito para veículos na Avenida Guarapiranga, próximo à entrada principal do parque.

Infraestrutura
Quiosques, churrasqueiras, trilhas, quadras poliesportivas, playgrounds, sanitários (estavam limpos e conservados na visita), bicicletários, pista de cooper, bosque e quadra de campo. Anteriormente havia um acesso à praia formada pela represa Guarapiranga, mas houveram deslizamentos de terra e vegetação, que interditaram esse caminho e o tornaram perigoso. Não há previsão para sua reabertura, conforme informações da administração do parque. O Guarapiranga, também faz parte do Programa de Arborização da Prefeitura.

Fauna
Apresenta um total de 52 espécies, sendo um réptil (o lagarto teiú), dois mamíferos e 49 de aves. Entre as aves destaca-se o maior passeriforme - o pavó, que se encontra em perigo de extinção no Estado de São Paulo -, o bonito-do-campo, exibindo as cores da bandeira nacional em sua plumagem, e a bela saíra-da-mata, endêmica de Mata Atlântica. Ocorrem outras aves endêmicas como periquito-rico, pica-pau-anão-de-coleira, arredio-pálido e pichororé. Exemplares de mamíferos como gambá-de- orelha-preta e ratão-do-banhado foram avistados.


Flora
A maior parte do parque é recoberta por um eucaliptal, entremeado por pequenos bosques com espécies remanescentes da Mata Atlântica, além de áreas ajardinadas. Podem ser observados exemplares de tamanqueiro, tapiá-guaçu, mandioqueira, guaçatonga, passuaré, angico, cabuçu, capororoca, camboatá e pau-de-tucano.

Constatamos vigias nas áreas mais frequentadas do parque, conferindo segurança ao local. Por outro lado, atenção para as trilhas, que adentram à mata, pois são bem "fechadas" pela vegetação.

São permitidos cães, desde que estejam em guias ou focinheiras.

Não há lanchonetes no local. Ambulantes podem ser encontrados do lado de fora do parque.

Bicicletas e skates são proibidos de transitarem no parque.

História
O local era uma antiga fazenda de café, que mais tarde foi reflorestada com eucalipto, árvore nativa da Austrália, de crescimento muito rápido e utilizado para produção de lenha, papel e essências, para a indústria farmacêutica e produtos de limpeza.
Na década de 1960 a Prefeitura passou a utilizar a área como viveiro, para produzir árvores e arbustos que eram plantadas nas ruas e praças da região. Em 21 de setembro de 1974 o parque foi inaugurado. O projeto original foi feito pelo escritório do famoso paisagista Burle Marx, que aproveitou a vegetação já existente e criou belos jardins e caminhos sinuosos.

A programação cultural e/ou esportiva do parque é bem variada. Há o Centro de Convivência e Cooperativa Parque Guarapiranga_CECCO (telefone 5515-1696), que é responsável por várias atividades. Aos domingos funciona no parque o "Bosque da Leitura".

Informações gerais do parque podem ser obtidas pelo telefone da administração 5514-6332 e o e-mail pqguarapiranga@yahoo.com.br

Vale a pena
  • Caminhar pelas pistas e trilhas existentes, que têm vários aclives e declives e trechos de terra adentrando a "mata fechada";
  • Utilizar os quiosques próprios para piqueniques e churrascos e
  • Participar da programação cultural e esportiva do parque, por meio do CECCO Guarapiranga, que é bastante diversa.

Veja vídeo feito no local no dia da visita (sugerimos "clicar" no ícone do "YouTube" para uma melhor visualização):



As fotos a seguir, foram tiradas no dia da visita:
Entrada do parque à direita

Entrada principal do parque


Quadra Esportiva

Bicicletário


Bebedouros e sanitários à esquerda


Pista para caminhadas e/ou corridas







CECCO (Centro de Convivência e Cooperativa)

Aparelhos para ginástica



CECCO ao centro

Trilha



Pista com poste de iluminação



Playground





Acesso à vista da Represa Guarapiranga

Represa Guarapiranga vista do parque








Sanitários



Quiosque para piqueniques e churrascos

Infraestrutura para churrascos

Quisoques

Acesso às trilhas








Prédio da administração


Estacionamento


Flores, vistas do estacionamento, cercando o parque


Soccer designed by Derek Britton from The Noun Project

4 comentários:

  1. adiretoria do parque tem que tomar providencia porque o estacionamento so tem carro de quem vai nos predios em frente ao parqe quem vai no parque nunca acha vaga ate caminhao esta parando la por isso as pessoas desistem de levar os familiares tem uma cancela mais vive eberta direto ai para as pessoas que vao nos predios levei uma pessoa com deficiencia enao encontrei vaga tive que ir embora muito chateado ninguem sabe se o estacionamento e do parque ou dos visitantes dos predios deixem a cancela aberta so no horario do parque talvez quem e responsavel pela cancela deve estar recebendo uma propina do pessoal dos predios isso e caso de policia senhor diretor tome uma providencia senao isso vai pra ovidoria e voce pode perder o cargo passo todo dia em frente e estou esperando providencias sua obrigado pela atencao e bom trabalho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro internauta. Este site é uma iniciativa privada, que visa divulgar as áreas verdes das cidades para seus seguidores e não tem qq vínculo com a administração pública. Diante disso, sugerimos contatar diretamente o Departamento de Parques e Áreas Verdes (DEPAVE) da Prefeitura de S. Paulo, por meio de seu Diretor, Milton Persoli - Rua do Paraíso, 387 - Fone: 3141-1064 para relatar o fato "grave" acima. Abs

      Excluir
  2. Bom gostaria de saber quando a área da prainha no parque Guarapiranga será aberta para os banhistas e a área dos pescadores pois já faz uns quatro anos que estas áreas estão fechadas por causa dessa obra que o antigo prefeito enventou de fazer para transforma em uma praia urbana e até agora não terminaram, e quando será retomada essa obra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Wagner. Conforme postagem de 03/12, este site é uma iniciativa privada, que visa divulgar as áreas verdes das cidades para seus seguidores e não tem qq vínculo com a administração pública. Por isso, sugerimos contatar diretamente o Departamento de Parques e Áreas Verdes (DEPAVE) da Prefeitura de S. Paulo, por meio de seu Diretor, Milton Persoli - Rua do Paraíso, 387 - Fone: 3141-1064 para obter as respostas às sua questões. Abs

      Excluir

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do blog