domingo, 27 de setembro de 2015

Parque Bryant em Nova York - EUA

O Parque Bryant, que fica em Manhattan em Nova York, foi visitado numa quarta-feira Embora seja um parque público é administrado por uma empresa privada (Bryant Park Corporation) sem fins lucrativos. O parque tem uma superfície de 24.300 m² e recebe cerca de 15.000 pessoas nos dias de primavera e verão. Junto ao parque, encontra-se a Biblioteca Pública de Nova York com mais de 20 milhões de livros em seu acervo.
Horário de funcionamento:
Das 7 às 22h, exceto no verão que vai até às 24h nos dias de semana.
Recursos:
  Lanchonete   Programação cultural   Acessibilidade
Telefone:
  00 XX (1) 212 768 4242 
Localização:
Entre 5th e 6th Avenues e entre 40th e 42nd Streets, Manhattan, Nova York, 10018, EUA
Ver no mapa

Para ir ao parque há várias linhas de ônibus, entre as quais a BxM2, M5  M7, que param em dois pontos da 6a. Avenida, em frente ao Bryant.

De Metrô use as linhas     42nd Street/Bryant Park;  5th Avenue.

De carro vá ao box ao lado e clique em "Ver no mapa", traçando seu roteiro. Não há estacionamento no local. Como se trata de Nova York que tem um trânsito complicado e estacionamentos pagos caríssimos, recomendamos que use o transporte público.

Para saber sobre a previsão do tempo em Nova York, clique aqui.

Fazem parte da infraestrutura do Parque Bryant um gramado que mede 92 m de comprimento por 62 m de largura, uma fonte (a Josephine Shaw Lowell), sanitários, estátuas, um "espaço de leitura", carrossel, espaços para práticas de xadrez, gamão, mini-golfe, pingue-pongue, etc. Há locais para a prática inclusive de jogos pouco conhecidos no Brasil como o "kubb" e o "pétanque". Sua flora é composta por belos jardins (6 canteiros beirando o gramado do Bryant Parks onde são plantadas sazonalmente 100 espécies de arbustos lenhosos, plantas herbáceas perenes e 20.000 bulbos) e 269 árvores, sendo a maioria de Plátanos (Platanus-acerifolia). 

avifauna também se faz presente no local com vários pássaros que insistem em cantar no meio do barulho da cidade frenética.

Quanto a alimentação há várias opções no parque como o Bryant Park Grill, o Bryant Park Café e quiosques de comidas/bebidas. Há também um espaço com mesas e cadeiras para os visitantes que trouxerem lanches e bebidas alimentarem-se e curtirem o parque. 

No inverno da cidade parte do gramado (50 m x 30 m) transforma-se uma pista de patinação no gelo com grande afluência de pessoas.

Atenção! Animais são permitidos, desde que com "guia/coleira" e seus donos limpem seus eventuais dejetos restrição para a entrada de bicicletas, skates, patins e assemelhados, bem como de fumar e jogar bola no gramado.

O Parque também promove muitas atrações durante todo o ano, tais como apresentação de orquestras, de peças teatrais e de cinema ao ar livre. 

A administração do parque promove visitas monitoradas ao Bryant, mas há necessidade de inscrever-se previamente (v. como fazer e calendário, aqui).

No Bryant há uma fonte em homenagem a Josephine Shaw Lowell, que foi projetada pelo arquiteto Charles A. Platt para comemorar essa assistente social e reformadora que viveu de 1843 a 1905. Shaw foi a primeira mulher a ser honrada por um grande monumento em Nova York, tendo sido o primeiro membro feminino do Conselho Estadual da Caridade de Nova York, compondo-o de 1876 a 1889.
Foto do NYC Departament of Parks & Recreation
Sinopse Histórica
Ao longo da história a área do Parque Bryant foi ponto de encontro de tropas de guerra, cemitério, palco de batalhas, e, no século passado, utilizado como área para feiras industriais. O local foi transformado em parque em 1847 e tinha o nome de Reservoir Square. Em 1884 passou a chamar Bryant Park em homenagem ao abolicionista e editor de jornal William Cullen Bryant. O reservatório foi demolido em 1899 dando lugar a atual Biblioteca Pública de Nova York.

Na década de 70 todo o glamour do parque caiu por terra sendo tomado por prostitutas, traficantes e sem-teto. Na época o parque foi apelidado de “Needle Park” ou ”Parque da agulha”, uma menção aos drogados e as agulhas usadas deixadas por todo o chão. Hoje é um parque seguro, limpo e agradável, com uma programação cultural intensa.

Ver mais detalhes da história do local, que é muito interessante, em http://www.bryantpark.org/about-us/history.html

Vale a pena
  • Utilizar-se do gramado para tomar Sol nas estações mais quentes e comer um lanche;
  • Usar a pista de patinação no gelo, que é montada no gramado no inverno, para patinar;
  • Participar de eventos diversos que o Bryant proporciona (sessões de cinema, shows, aulas de yoga, etc.)
  • Praticar os vários esportes/jogos que o parque disponibiliza os espaços e
  • Comer/lanchar num dos restaurantes, café e/ou quiosques, apreciando o cenário ao redor.
__________________________________________________________________________________
Fontes: Websites do Bryant Park (http://www.bryantpark.org)  e NYC Departament of Parks&Recreation (http://www.nycgovparks.org)
__________________________________________________________________________________

Veja vídeo feito no local, quando da visita  (sugerimos "clicar" no ícone compartilhar e usar o link do "YouTube" para uma melhor visualização).

A seguir, veja fotos tiradas no local (Atenção! Ao "clicar" em qualquer foto, abre-se, automaticamente, o modo de exibição "Tela Cheia" de seu computador e por meio de suas teclas "Setas" (➡⬆⬅), podem ser visualizadas todas as fotos tiradas do parque).

3 comentários:

  1. Passeio agradavel N.Y pelo seus olhos. Só lembro que a Biblioteca era na rua 24.
    Acho que não entrei . Poderia situar melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Biblioteca Pública de Nova York fica na 5a. Avenida com a Rua 42, Danubio, no fundo do Parque Bryant (v. última foto do seu esquemático no post acima). Abs

      Excluir
  2. Como vcs não destacaram a estátua do brasileiro José Bonifácio de Andrada? Não escreveram uma linha! Prefiro acreditar que vcs não sabiam.

    ResponderExcluir

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site