terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Parque Santa Amélia em São Paulo

Num feriado visitamos o Parque Santa Amélia, que fica localizado no extremo leste da capital de São Paulo no Jardim das Oliveiras, subprefeitura de Itaim Paulista. O parque, que tem 34.000 , originou-se como uma praça e para sua transformação em parque, implementou-se uma reformulação paisagística, com cercamento, instalações para administração e sanitários, bem como a implantação de novos equipamentos.
Horário de funcionamento:
6 às 18h 
Telefones:
(11) 2963-3382
Localização:
Rua Timóteo Correa de Góes, 30, Jardim das Oliveiras, São Paulo, SP
Ver no mapa

Para chegar ao parque utilize, entre outras, as linhas de ônibus de números 2016-10 Jd. Das Oliveiras - Sao Miguel, 2076-10 Jd. Oliveiras - Term. Penha, 2078-10 Jd. Das Oliveiras - Term. São Miguel, 273X-51 Jd. Mabel - Metro Artur Alvim e 3902-10 Estação CPTM Jd. Romano - Guaianazes .
Para saber outras linhas de ônibus, fornecendo origem e destino, ligue para o telefone 156  da PMSP ou pelo site da Sptrans (clique aqui).
De carro, vá ao box acima e clique em "Ver no mapa", traçando seu roteiro. 

Há um pequeno estacionamento no parque, mas também se encontram vagas nas ruas que o circundam, devendo atentar para a sinalização de trânsito no local.

Infraestrutura
Sua infraestrutura é composta por pista de Cooper, miniquadra e minicampo de futebol, quadra de vôlei, quadras poliesportivas, aparelhos de ginástica, mesas para jogos, playground. Rampas de entrada e sanitários acessíveis. Há Wi-Fi livre instalado no parque. Na área do parque funcionam também um CECCO e um Telecentro (SMPP). Há um campo de bocha e malha que está desativado.

Flora
Sua vegetação é composta por áreas ajardinadas, gramados e arborização esparsa. Destacam-se camboatá, ipê-amarelo, jacarandá-paulista, macaúba, magnólia-amarela, paineira, plátano, quaresmeira, suínã e tipuana, além de agrupamento de pata-de-vaca e um renque de ipê-de-el-salvador.

Fauna
Foram observadas 17 espécies de aves comuns da cidade, tais como rolinha, anu-preto, guaracava-de-barriga-amarela, sabiá-do-campo, bem-te-vi, corruíra, andorinha-pequena-de-casa. Na primavera o parque recebe pássaros migratórios como suiriri e tesourinha, que juntas ao bando de andorinhas contribuem no controle biológico de insetos, base alimentar dessas aves. Há registros de corujas-buraqueiras, uma das poucas corujas que exibe atividade diuturna. Casais de saí-andorinha com machos “vestindo” azul brilhante e fêmea inteiramente verde dão vivacidade ao parque.

Não há lanchonetes no interior do parque. Caso queira, leve alimentos e bebidas de casa.

Não há restrições para animais domésticos, desde que os cães estejam em guias e focinheiras, estas para os mais bravos. Bicicletas acima de aro 14 são proibidas, como também os skates. 

Quanto à segurança geral do parque, observamos vigias em ronda no dia da visita, transmitindo tranquilidade para os usuários.

Sinopse histórica do Itaim Paulista
A Subprefeitura do Itaim Paulista é cortada por seis córregos no sentido norte–sul que deságuam no rio Tiête, são eles: Itaquera-Itaqueruna, Água Vermelha, Lajeado, Itaim, Tijuco Preto e Três Pontes.
No início do século passado o trabalho das olarias multiplicou-se acompanhando o desenvolvimento da cidade, que consumia cada vez mais materiais de construção, como pedregulhos e areia, extraídos do rio Tietê.
A Chácara das Flores ainda guarda as reminiscências desse tempo: são quatro hectares de terra que abrigam uma das mais antigas olarias do Itaim. Com mais de 70 anos, a antiga olaria, embora já não fabrique tijolos e telhas, continua atraindo a atenção de muitos visitantes. A Chácara, hoje, é um parque que abriga uma grande área verde.
Na região podemos encontrar muitos descendentes de outros paises e regiões do Brasil, que se mudaram para lá em busca de melhores condições de vida. Depois dos portugueses vieram os italianos, os japoneses e os húngaros. Mais tarde, os migrantes nordestinos, hoje maioria no Itaim.
A região do Itaim começou a receber seus primeiros moradores apenas no final do século18. Com a chegada da Ferrovia Estrada do Norte, antiga Central do Brasil, no século 19, o bairro começou a se desenvolver com as casas surgindo ao longo das margens dos trilhos. Em 1957 o Itaim Paulista ganhou sua primeira paróquia, a de João Batista.
Juntamente com o desenvolvimento econômico, o Itaim conquistou sua emancipação política. Em 1980 a região foi elevada à condição de distrito autônomo, se desmembrando de São Miguel Paulista.

Vale a pena
  • Utilizar o playground para as crianças brincarem;
  • Praticar esportes de quadra nos locais apropriados reservados para tal e
  • Caminhar pelas pistas/trilhas do parque.
________________________________________________________________________________________________________
OBS.: Informações e programações sujeitas a mudanças e alterações.
Fonte dos textos: Website da Prefeitura de São Paulo (http://www.capital.sp.gov.br/portal/) e informações obtidas junto a administração no local.
________________________________________________________________________________________________________

Veja vídeo feito no local, quando da visita  (sugerimos "clicar" no ícone compartilhar e usar o link do "YouTube" para uma melhor visualização).

A seguir, veja fotos tiradas no parque no dia da visita (Atenção! Ao "clicar" em qualquer foto, abre-se, automaticamente, o modo de exibição "Tela Cheia" de seu computador e por meio de suas teclas "Setas" (➡⬆⬅), podem ser visualizadas todas as fotos tiradas do parque).

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site