terça-feira, 29 de outubro de 2013

Solo Sagrado de Guarapiranga em São Paulo

Solo Sagrado de Guarapiranga
Visitamos num sábado o Solo Sagrado de Guarapiranga, que fica localizado Av. Prof. Hermmann Von Ihering, 6567, em Parelheiros, Zona Sul de São Paulo e tem 327.500 m² de área no total, sendo administrado pela Igreja Messiânica Mundial do Brasil. O "solo sagrado", designado em Japonês como "Seiti", é como essa igreja chama seus complexos formados por templos, museus e jardins, que seguem o que o fundador da Igreja, Mokiti Okada, que os messiânicos chamam de Meishu-Sama, denominava de “Protótipo do Paraíso Terrestre". É aberto à visitação pública em geral, tendo uma excelente infraestrutura para ser usufruída.

Solo Sagrado de Guarapiranga

Horário de funcionamento:
7h30 às 15h de Quarta a Domingo Fechado nos 3 primeiros fins de semana e Feriados 
Telefone:
(11) 5970-1000
Localização:
Av. Prof. Hermmann Von Ihering, 6567, Parelheiros
Ver no mapa

Como ir ao Solo Sagrado Guarapiranga


  1. Ônibus - do Terminal Jabaquara  e pegue um ônibus com destino ao "Terminal Varginha", descendo em seu ponto final. Tome o ônibus "Messiânica" para o Solo Sagrado (trajeto de aproximadamente 6 Km).
  2. Carro, acesse o link "Ver no mapa" no box ao lado e trace seu roteiro. 

Estacionamento

Há estacionamento para os veículos, gratuitamente.

Infraestrutura do Solo Sagrado Guarapiranga

A estrutura principal no Solo Sagrado é um templo construído em forma de anel, sustentado por 16 pilares de 18 metros de altura, que representam todas as direções do mundo. "O teto é o céu e as paredes são a própria natureza". O templo possui três santuários: o Santuário de Deus Supremo, o qual apresenta uma torre de 71 m de altura que tem como objetivo captar energias cósmicas; o Santuário de Mokiti Okada, encontrado ao lado direito do Solo Sagrado; e o Santuário dos Antepassados, ao lado esquerdo, lugar especial para se orar pelos entes que já partiram. 

Conta ainda com um Centro Cultural, que contém obras periodicamente renovadas de diferentes artistas, além de salas multiuso e de audiovisual. Esse centro espalha a tradição japonesa através de suas oficinas de Ikebana (arranjo floral) e demonstrações da cerimônia do chá (típica comemoração japonesa), oferecidos regularmente.

Há viveiro com cerca de 70.000 mudas, duas praças de alimentação, espaços para piqueniques, como a Orla da Represa, com 20 mil metros quadrados de gramado, com diversas árvores que oferecem ótimas sombras para descanso e diferentes espécies de animais silvestres soltos, como corujas, esquilos, macacos, quatis, tatus e preguiças. Há auditórios, espelhos d'água, ambulatórios, fraldários e vários sanitários (limpos e conservados), inclusive para pessoas com necessidades especiais. Um Setor de Atendimento ao Público está à disposição dos visitantes para informações sobre as atividades do Movimento Mokiti Okada e sobre o funcionamento do Solo Sagrado. Esse setor também possui uma sala para a prática de JOHREI (purificação espiritual). Telefones públicos estão a disposição dos visitantes em vários locais do Solo Sagrado.

A avifauna é rica no Solo Sagrado, tais como: bem-te-vi, joão-de-barro, quero-quero, garça, gavião, sabiá, sanhaço, canário da terra, beija-flor, periquito, coruja, além do pavãozinho-da-mata, espécie ameaçada de extinção.

Encontramos ainda vários animais como esquilo, caxinguelê, macaco, preguiça, tatu, quati, entre outros.


Quanto à flora, há cerca de 100.000 m² de floresta nativa preservados, tendo sido plantadas mais de 50.000 árvores na área paisagística. Podemos observar várias espécies no local como pau-brasil, pau-ferro, pau-mulato, ipê, manacá da serra, cássia, canela, peroba, palmito, jabuticabeira, goiabeira, cerejeira, quaresmeira, bromélia e orquídeas, entre outras.

Atividades culturais são realizadas no local, tais com a "Cerimônia de Chá", "Música no Paraíso" e exposições de arte. 

Tendo em vista que há um dia especial em que ocorre o Culto de Agradecimento às bênçãos alcançadas no mês, que reúne cerca de 20.000 pessoas no local, antes de deslocar-se para o Solo Sagrado, veja sua programação geral, acessando o link http://www.solosagrado.org.br/informacoes/programacao.html

Conforme a administração, "atualmente, o Solo Sagrado vem sendo utilizado por diversas instituições públicas, privadas e religiosas, que realizam eventos e cerimônias, aproveitando as modernas instalações e recursos, assim como a maravilhosa atmosfera do local, que torna as atividades bastante agradáveis".

Atenção: Há restrições para a entrada com animais domésticos, bebidas alcoólicas, bicicletas e motocicletas, visitantes com trajes de banho, sem camisa, banhos na represa e nos lagos do Solo Sagrado, jogar bola, empinar pipas, andar de patins ou skate.

Quanto à segurança geral do parque, observamos vários funcionários no dia da visita, que são muito gentis e orientam os visitantes. 

História do Solo Sagrado de Guarapiranga

(Extraída do Web Site da Igreja Messiânica Mundial do Brasil)
"A Igreja Messiânica Mundial, que administra o Solo Sagrado de Guarapiranga, foi fundada no Japão em 1º de janeiro de 1935 por Mokiti Okada, chamado pelos messiânicos Meishu-Sama, que, em português, significa “Senhor da Luz”. No Brasil, a Igreja foi introduzida em junho de 1955 e, atualmente, possui 509 unidades denominadas Johrei Centers, com cerca de dois milhões e meio de messiânicos entre ministrantes de Johrei e simpatizantes, e filiais em mais de 70 países.

O objetivo principal da Igreja Messiânica é a construção do Paraíso Terrestre – um mundo isento de doença, miséria e conflito – criando e difundindo uma civilização religiosa que se desenvolva lado a lado com o progresso material. Tem no Johrei o seu principal instrumento de difusão religiosa e atua em áreas distintas como arte, educação, cultura e meio ambiente.

Para a concretização do Mundo Ideal, onde haja Verdade-Bem-Belo, os messiânicos se empenham para fazer sempre o melhor, difundindo e trabalhando incansavelmente na busca do equilíbrio de cada indivíduo, por meio do Johrei, cultos, palestras e trabalhos voluntários.

Mais do que uma simples religião, a Igreja Messiânica acredita no seu papel de ultrarreligião devido às suas várias atividades realizadas em parcerias com instituições que desenvolvem trabalhos embasados nos ensinamentos de Meishu-Sama. São eles: Fundação Mokiti Okada; Centro de Pesquisa Mokiti Okada; Ikebana Sanguetsu; Faculdade Messiânica; Korin Agropecúaria Ltda.; Korin Meio Ambiente; Korin Construtora Novo Mundo e Korin Alimentação.

Meishu-Sama, seguindo o exemplo da natureza, em que tudo se desenvolve a partir de uma pequena forma ou de um pequeno modelo, iniciou, em 1945, no Japão, a construção de protótipos do Paraíso Terrestre os quais chamou de Solos Sagrados. No Brasil, possui um Solo Sagrado localizado em São Paulo, às margens da represa de Guarapiranga. Harmonizando a beleza do Ocidente com a do Oriente, a sua construção começou em 1991, após um elaborado projeto, em que cada detalhe foi estudado para proporcionar às pessoas um lugar onde elas pudessem meditar e entrar em sintonia com a natureza, elevando a sua espiritualidade. 
Inaugurado em 1995, é considerado um dos maiores e mais belos parques de contemplação da natureza existentes no País, sendo frequentado por pessoas de diversas instituições públicas, privadas e religiosas".

Curiosidades na construção do Solo Sagrado de Guarapiranga
(Extraída do Web Site do Solo Sagrado de Guarapiranga)
"Os pavimentos das ruas foram construídos com blocos intertravados. Esses blocos são assentados sobre o solo compactado, que recebe uma camada grossa de areia. Dessa forma, parte da água da chuva se infiltra no solo, diminuindo assim a possibilidade de enchentes e erosões.

Em todos os pisos e pavimentos externos há rede de captação de águas pluviais. A água que não se infiltra no solo, atavés dos pisos intertravados, é colocada através de galerias que chegam aos canais que descarregam na represa de Guarapiranga. Foram construídas escadarias hidráulicas, para haver o mínimo de impacto das águas sobre a represa.
O Solo Sagrado está localizado à margem sul da represa de Guarapiranga, região da Mata Atlântica e considerada área de mananciais. Uma parte significativa da população de São Paulo utiliza água dessa represa. Pensando nisso, o Solo Sagrado construiu uma estação elevatória de esgoto e uma rede de tubulação de 6 km de extensão, para evitar os efluentes até a rede estadual de tratamento.

Toda água utilizada no Solo Sagrado é proveniente de poços artesianos, não sendo consumida água da represa de Guarapiranga".


Até o momento, foram construídos 5 Solos Sagrados da Igreja Messiânica Mundial ao redor do mundo, sendo 3 deles no Japão, um na Tailândia e um no Brasil, conforme abaixo:
  • Solo Sagrado de Atami (Japão) – sede mundial da Igreja Messiânica Mundial
  • Solo Sagrado de Hakone (Japão)
  • Solo Sagrado de Kyoto (Japão)
  • Solo Sagrado de Saraburi (Tailândia)
  • Solo Sagrado de Guarapiranga (Brasil)
Informações gerais do Solo Sagrado de Guarapiranga podem ser obtidas pelo telefone da administração (11) 5970-1000.

Vale a pena dSolo Sagrado de Guarapiranga

  • Utilizar as áreas disponíveis para fazer piqueniques, principalmente as que margeiam a represa;
  • Participar de eventos promovidos pela administração do local e visitas guiadas por monitores, que devem ser agendadas;
  • Visitar o Templo principal em formato de anel, o Lago das Carpas e o Centro Cultural;
  • Passear pela escadaria, que conduz ao templo, e que possui sete patamares ladeados por belas floreiras nas cores do arco-íris e
  • Caminhar pelas pistas, observando espécies de vegetação da Mata Atlântica, alguns exemplares da fauna e o canto de inúmeros pássaros existentes no local.
Veja vídeo feito no local, quando da visita (sugerimos "clicar" no ícone do "YouTube" para uma melhor visualização).

Fotos do Solo Sagrado de Guarapiranga 

Tiradas no local no dia da visita (Atenção! Ao "clicar" em qualquer foto, abre-se, automaticamente, o modo de exibição "Tela Cheia" de seu computador e por meio de suas teclas "Setas" (➡⬆⬅), podem ser visualizadas todas as fotos tiradas no local).

9 comentários:

  1. Que lindo Parque! Não tinha idéia que existia! Transmite muita paz e tranquilidade! Com certeza vou visitá-lo e depois conto prá vocês como foi a experiência!
    Obrigada Guedes! Seu site está cada vez melhor! Bjsss

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por nos mostrar essa maravilha da qual não tinha a menor idéia

    ResponderExcluir
  3. As fotos ficaram muito boas. O Solo Sagrado é mesmo sensacional.... Parabéns pela reportagem....

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de saber se Sábado dia 09/07 vai funcionar normalmente

    ResponderExcluir
  5. Pra tirar fotos com cenários tem que agendar?

    ResponderExcluir

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site