terça-feira, 15 de agosto de 2017

Brasil é a maior reserva de produtos fitoterápicos do mundo; Veja as 12 plantas utilizadas na Saúde Pública

12 medicamentos fitoterápicos do SUS
O Brasil tem um terço da flora mundial e a Amazônia é a maior reserva de produtos naturais com ação fitoterapêutica do mundo. Esta grande biodiversidade vegetal favorece as pesquisas e o próprio desenvolvimento de medicamentos fitoterápicos no país, além de ter um importante impacto ambiental e social por promover o uso de recursos não madeireiros da flora brasileira.

Desde 2006, a Saúde Publica brasileira tem disponibilizado os fitoterápicos enquanto alternativa terapêutica, de baixo custo e fácil acesso. No entanto, apenas 12 plantas e, nem todas provenientes da vegetação brasileira, estão na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename) oferecidos gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde).
A maior parte delas já é usada por grande parte da população, por sua tradição secular que os relaciona a efeitos benéficos à saúde e terem menos efeitos colaterais. 

Lembrando que não devem ser utilizados para menores de 12 anos, grávidas e lactantes (a não ser em caso de prescrição médica) e de preferência consulte um médico para sua prescrição.

Veja as 12 plantas fitoterápicas usadas no SUS e seus usos mais comuns:

  1.  Espinheira-santa – para gastrite e úlcera duodenal
  2.  Guaco – ação expectorante e broncodilatadora
  3.  Alcachofra – dispepsia funcional (dor de estômago sem causa aparente) e hipercolesterolemia (nível de colesterol alto ou médio)
  4.  Aroeira – ação cicatrizante, anti-inflamatória e antisséptica tópica para uso ginecológico
  5.  Cáscara sagrada – obstipação intestinal (prisão de ventre)
  6.  Garra do Diabo – ação anti-inflamatória para dor lombar baixa e coadjuvante em casos de osteoartrite
  7.  Isoflavona de soja – para alívio dos sintomas da menopausa
  8.  Unha de gato – para artrites e osteoartrite, com ação anti-inflamatória e imunomoduladora
  9.  Hortelã – ação antiflatulenta e antiespasmódica – utilizada para a síndrome do colón irritável
  10. Babosa – para tratamento tópico de queimaduras de 1° e 2° graus e também coadjuvante no tratamento de psoríase
  11.  Salgueiro – para dor lombar baixa aguda, com ação anti-inflamatória
  12.  Plantago -  para obstipação intestinal (prisão de ventre) e síndrome do colón irritável

Por Letícia Jardim Guedes da redação do Áreas Verdes das Cidades
Com Agência Brasil
Fotos Pixabay.com

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site