sábado, 6 de dezembro de 2014

Zoológico Municipal de Volta Redonda (RJ)

O Zoológico Municipal de Volta Redonda, que anteriormente era um horto florestal, pode ser considerado um parque zoobotânico, pois fica localizado em área de Mata Atlântica e no entorno da Floresta da Cicuta. Tem por volta de 151.000 m² e fica no interior fluminense, tendo a cidade que o abriga, cerca de 260.000 habitantes, distando 125 Km da capital do Estado do Rio de Janeiro. Volta Redonda é uma das principais economias do Estado, possuindo uma infraestrutura de comércio e serviços bastante abrangente. Além da maior siderúrgica da América Latina, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), situa-se no município a CSN Cimentos (do grupo CSN), a Usina de Oxigênio e Nitrogênio da White Martins e a Companhia Estanífera Brasileira (CESBRA). Em 1993, com a privatização da CSN, a cidade enfrentou grave problema econômico que só pôde ser contornado com a intervenção do poder público e com a reorientação da economia municipal para o comércio e a prestação de serviços, sendo a mais forte nesses quesitos no Sul Fluminense. 
Horário de funcionamento:
8h às 16h30 de 3a. Feira a Domingo
Recursos:
    Playground  Estacionamento  Proibido animais  Trilha Programação cultural
Telefones:
(24) 3350-7061
Localização:
Rua 93 C, 1171, Vila Santa Cecília, Volta Redonda, RJ
Ver no mapa

Para ir ao zoológico, utilize as linhas de ônibus que são "Via Rua 33", descendo no ponto do Recreio do Trabalhador ou do Colégio Macedo Soares e caminhando por volta de 5 min pela Rua 93 C.  
De carro vá ao box ao lado e clique em "Ver no mapa", traçando seu roteiro.
Há estacionamento para veículos no interior do local, bem como um pouco antes da sua entrada.

Antes de visitar o local, consulte a previsão do tempo para Volta Redonda (clique aqui).

Infraestrutura
O local possui além de um zoo com quase 400 animais, uma boa área verde e de lazer, com pista para caminhada e Cooper com trajeto que percorre várias trilhas ecológicas. Equipamentos de ginástica para prática de exercícios e corridas, Espaço "Arca do Saber", Centro de Estudos Biológicos, lago com pedalinhos (batizado como José Santos da Silva), quiosques, sanitários e playground infantil com vários brinquedos como pula-pula, balanços e labirinto. 

A flora do local é constituída de vegetação remanescente da Mata Atlântica, bem como por plantas e arbustos característicos desse bioma.

 lanchonete e cantina no interior do local que vendem alimentos e bebidas aos interessados.

Há restrição 
para a entrada de
 animais domésticos no local, bem como de bicicletas com aro acima de 14 (alugam-se no interior do zoológico).

No parque zoobotânico são realizados eventos diversos e visitas monitoradasInforme-se no telefone da sua administração citado no box acima. Há o programa "Pesque e Não Pague" destinado aos idosos com mais de 50 anos e aposentados, que é realizado às segundas-feiras, dia em que o Zoológico não é aberto ao público. É necessário cadastro prévio na Administração do Zoológico Municipal com a apresentação de cópia da Identidade e de comprovante de residência recente

Quanto à segurança geral do parque, observamos vigias no dia da visita, dando-nos segurança para percorrê-lo.

Sinopse histórica da cidade e do zoológico
Corria o ano de 1727, quando os jesuítas, após demarcarem a Fazenda Santa Cruz, na baixada que ainda hoje guarda este nome, cruzaram a Serra do Mar abrindo caminho para a colonização do Médio Vale do Paraíba. No ano seguinte foi aberta uma estrada ligando Rio de Janeiro a São Paulo.

Somente em 1744, no entanto, os primeiros desbravadores denominaram a curiosa curva do Rio Paraíba do Sul, de Volta Redonda, quando a região era explorada apenas por garimpeiros em busca de ouro e pedras preciosas.
Grandes fazendas foram instaladas na região, com alguns nomes que ficaram até hoje, como Três Poços, Belmonte, Santa Cecília, Retiro e Santa Rita. Entre 1860 e 1870, a navegação pelo Rio Paraíba do Sul viveu seu período áureo entre Resende e Barra do Piraí. Ao mesmo tempo, os trilhos da Estrada de Ferro D. Pedro II chega à Barra do Piraí e Barra Mansa.

Por volta de 1875, o povoado de Santo Antônio de Volta Redonda começa a ter grande impulso, contando perto de duas dezenas de estabelecimentos comerciais. As primeiras aspirações de autonomia do lugarejo surgem em 1874, quando os moradores pleiteiam a elevação do povoado à categoria de freguesia. Somente no ano de 1926 Volta Redonda conseguiria o seu estabelecimento definitivo como oitavo distrito de Barra Mansa.

Em 1941 tem início o ciclo de industrialização de Volta Redonda, escolhida como local para instalação da Usina Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em plena II Guerra Mundial, marcando as bases da industrialização brasileira.

Este interessante acidente geográfico - a volta redonda - que havia sido berço de nações indígenas como a dos Puris e Acaris, que teve a presença de grandes exploradores, barões do café, escravos, barqueiros e agricultores, cedia lugar aos operários vindos das mais diversas regiões. Seus novos moradores perceberam a desvantagem da dependência do distrito para com o município-sede em 1954. Após uma série de marchas políticas, Volta Redonda conquista sua emancipação em 17 de julho, marcando um novo ciclo no desenvolvimento de sua história. Em 1973, o município foi considerado Área de Segurança Nacional, situação que prevaleceu até 15 de novembro de 1985, quando foram restabelecidas a eleições direta para prefeito.


A área do zoológico foi adquirida pela prefeitura durante a década de 70. Primeiramente, foi utilizada como Horto Florestal, e somente dez anos mais tarde por volta de 1981 foi transformado em Jardim Zoológico sob orientação do biólogo e ornitólogo Élio Gouvêa. 

Hoje fazem parte do plantel 377 animais: 218 aves, 65 mamíferos e 94 répteis. Esses animais pertencem a 105 espécies: 70 espécies de aves, 23 espécies de mamíferos e 15 espécies de répteis, estando incluídos entre estes algumas espécies ameaçadas de extinção como a onça-pintada, onça-parda, urubu-rei, macaco-aranha, etc.

O zoológico conta com profissionais especializados, como biólogos e veterinários, que zelam pela alimentação, a saúde física e mental e habitat dos animais. Também conta com tratadores especializados na manutenção dos recintos e manejo das espécies.

Os animais são abrigados em ambientes que reproduzem seu habitat natural e encontram-se confinados de três formas: individual, em casais e em comunidades.

O local funciona também como um centro de referência da região para abrigo de animais não sadios provenientes de doações, vítimas de acidentes e maus tratos. Recebe em média 200 animais por ano, que após receberem cuidados biológicos e veterinários e serem submetidos à avaliação física, sanitária e psicológica é constatado se têm ou não condições de ser reintroduzidos na natureza.

O custeio do Zoológico é mantido pela Prefeitura Municipal de Volta Redonda.

O Zoo-VR recebe mensalmente cerca de 6.000 visitantes, dentre estes centenas de estudantes de ensino fundamental, médio e idosos de toda região.


Vale a pena
  • Levar as crianças para brincar nos playgrounds existentes e observar os animais presentes no zoológico;
  • Fazer piqueniques nos quiosques do parque;
  • Caminhar pelas pistas e trilhas existentes, observando a natureza em sua volta;
  • Participar das visitas monitoradas e eventos na "Arca do Saber", consultando a administração para saber regras e horários e
  • Utilizar os pedalinhos existentes para percorrer o Lago José Santos da Silva.
______________________________________________________________________________________________________________   OBS.: Informações e programações sujeitas a mudanças e alterações. Para mais informações, ligue para os telefones da administração no box acima.
Fonte: Website da Prefeitura de Volta Redonda (http://www.portalvr.com/).
________________________________________________________________________________________________________

Veja vídeo feito no local, quando da visita (sugerimos "clicar" no ícone do "YouTube" para uma melhor visualização).

A seguir, veja fotos tiradas no local no dia da visita (Atenção! Ao "clicar" em qualquer foto, abre-se, automaticamente, o modo de exibição "Tela Cheia" de seu computador e por meio de suas teclas "Setas" (➡⬆⬅), podem ser visualizadas todas as fotos tiradas do parque).

2 comentários:

  1. Muito bom.. só falta mais sinalização para chegar ao zoo.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom.. só falta mais sinalização para chegar ao zoo.

    ResponderExcluir

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site