sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Orquidário Municipal de Santos

Visitamos numa sexta-feira de sol o Orquidário Municipal de Santos, que é um parque zoobotânico e fica localizado no bairro José Menino na cidade de Santos no litoral do estado de São Paulo, tendo 24.000 m² de área no total. 
Horário de funcionamento:
9h às 18h (Vendas de ingressos até às 17h. Segundas-feiras está fechado)
Recursos:
    Proibido animais  Playground  Trilha Programação cultural
Telefones:
(13) 3225-1353/3205-2210
Localização:
Praça Washington, s/nº, José Menino, Santos, SP
Ver no mapa

A entrada para o Orquidário é paga, exceto para maiores de 60 anos e crianças até 12 anos (consulte os valores no telefone da administração no box ao lado).

Para ir ao parque, utilize as linhas de ônibus 19, 23, 25, 52, 37, 40 e 73. Seletivos: 204 e 206. Intermunicipais: 3, 5, 7 e 8. 
Para maiores informações sobre linhas e itinerários de ônibus que servem o local, pesquise a CET de Santos aqui.
De carro vá ao box ao lado e clique em "Ver no mapa", traçando seu roteiro.
Não há estacionamento para veículos no parque, mas existem vagas em ruas próximas à entrada. Verifique sempre a sinalização de trânsito no local, antes de estacionar seu veículo.

Infraestrutura do parque
Anfiteatro, pergolado, bilheteria e guarda volume, fonte "Ninfa Naiade", biblioteca, brinquedoteca, playground, lago de 1180 , terrário, salão de exposições, mini museu, ripado, auditório e sanitários (limpos e conservados no dia da visita). 
Há também um herbário, laboratório de reprodução de orquídeas, jardim sensorial, trilhas do mel e de plantas que contam a história do Brasil, além de recintos próprios para alguns exemplares da fauna existente. Destaque para um mostruário de orquídeas que tem cerca de 100 m², sendo bem arejado e com luz natural, que em seu fundo foi construída uma pequena cachoeira. Um Centro de Zoologia, que funciona também como um hospital veterinário. 

Fauna
Existem por volta de 450 animais no local, entre eles pavões, micos-estrela, gatos-do-mato, cutias, saracuras e jabutis, que percorrem livremente o parque. Em espaços próprios há tucanos, rapinantes (como corujas), felinos e primatas (bugios e macaco–aranha) e também naturezas raras, algumas ameaçadas de extinção. Várias espécies de pássaros ficam nas árvores e até mesmo pelo chão, encantando quem os ouvem. No Viveiro de Visitação Interna, a proximidade com pássaros e aves oferece momentos inesquecíveis de total integração com a natureza.

Flora
Há mais de 1500 árvores e arbustos de espécies diversas, entre as quais árvores nativas, frutíferas e muitas orquídeas. Ipês-roxo, cedros e paus-brasil também estão presentes.

Atualmente não há lanchonetes no interior do local, mas há bares e padarias próximos que vendem alimentos e bebidas, que devem ser ingeridos antes da entrada no orquidário. Não é permitido ao visitante portar alimentos e bebidas em latas ou garrafas (mesmo plásticas) no seu interior.

Há restrição para a entrada de animais domésticos no parque, bem como de bicicletas, skates, patins e assemelhados. Pessoas em trajes de banho também são proibidas de adentrar ao orquidário.

Quanto à segurança geral do parque, observamos vigias no dia da visita, dando-nos tranquilidade para percorrê-lo.

São realizados amiúde eventos culturais na área do parque. Consulte a programação nos telefones da administração.

Sinopse Histórica
Orquidário Municipal de Santos foi inaugurado em 11 de novembro de 1945. A criação do orquidário perpetuou sonho de Júlio Conceição, um grande orquidófilo proprietário do Parque indígena, chácara que existiu na Avenida Conselheiro Nébias no bairro do Boqueirão, onde existiam mais de 600 espécies diferentes e cerca de 1000 mudas de epífitos que cultivava em seu terreno. Após sua morte, a prefeitura adquiriu parte de seu acervo por um valor simbólico, criando posteriormente o orquidário. Ele foi instalado onde havia um campinho de futebol, área que o engenheiro Saturnino de Brito já havia destinado para um parque público, quando iniciou, em 1903, seu plano para o saneamento de Santos.

Vale a pena
  • Caminhar pelas alamedas e trilhas existentes, observando a natureza em sua volta e as várias atrações como, por exemplo, a flora e fauna do local;
  • Percorrer as passarelas do "Viveiro de Visitação Interna", atentando para o horário em que está aberto (9 às 11h e das 14 às 17h);
  • Visitar o Mostruário das Orquídeas, admirando os belos exemplares ali presentes, além da cachoeira que fica em seu fundo;
  • Ver a bela escultura em granito de João Batista Ferri chamada "Ninfa Naiade" e
  • Visitar o "Jardim Sensorial" onde podemos sentir o aroma e a textura de várias plantas que ali se encontram.
________________________________________________________________________________________________________   OBS.: Informações e programações sujeitas a mudanças e alterações. Para mais informações, ligue para os telefones da administração no box acima.
Fontes: Websites da Prefeitura de Santos (www.santos.sp.gov.br) e Turismo de Santos (www.turismosantos.com.br)
________________________________________________________________________________________________________

Veja vídeo feito no local, quando da visita.

A seguir, veja fotos tiradas no local no dia da visita (Atenção! Ao "clicar" em qualquer foto, abre-se, automaticamente, o modo de exibição "Tela Cheia" de seu computador e por meio de suas teclas "Setas" (➡⬆⬅), podem ser visualizadas todas as fotos tiradas do local).

0 comentários:

Postar um comentário

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site