quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da Serra

Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da Serra
Numa segunda-feira, visitamos o Templo Kinkaku-ji, que fica situado dentro do Parque Turístico Nacional Vale dos Templos e se beneficia da Mata Atlântica que o envolve com seu clima, suas plantas, águas, pedras e seu terreno acidentado. Localiza-se na Rua Camarão, 220/330 (veja no mapa), Chácara Palmeiras, no município de Itapecerica da Serra na região metropolitana de São Paulo

A cidade tem origem em uma aldeia de índios pacificados pelos jesuítas, provavelmente a 3 de setembro de 1562, sob a invocação de Nossa Senhora dos Prazeres, com o propósito de ser um posto avançado de colonização, catequização e de defesa contra ataques indígenas na época. Tem atualmente cerca de 153.000 habitantes em seus 151,458 km² de área total.

O Kinkaku-ji foi erguido numa área de cerca de 190.000 m², no meio de uma reserva preservada da Mata Atlântica, tendo sido inaugurado em 1976 e formando um lindo parqueO templo do Brasil é uma réplica do japonês de mesmo nome construído no século XIV e assim como seu modelo, o Kinkaku-ji é circundado por um lago povoado por carpas coloridas (nishikigois). No entanto, há uma diferença importante do seu modelo japonês. O Kinkaku-ji do Brasil é um templo ecumênico e um cinerário, ao passo que o Kinkaku-ji japonês é um templo de orientação zen-budista.
Templo Kinkaku-ji

Horário de funcionamento:
9h às 17h
Telefone:
(11) 4666-4895  
Localização:
Rua Camarão, 220/330, Chácara Palmeiras, Itapecerica da Serra, SP
Ver no mapa

Como i ao Parque Templo Kinkaku-ji

  1. Ônibus - utilize a linha 239 (Itapecerica da Serra-Jardim São Marcos x Cotia-Parque Santa Rita, descendo no ponto da Avenida Constantinopla, 413 (próximo ao terminal inicial da linha). Daí, a pé, até o templo são 2,5 Km de estrada de terra, que são percorridos em cerca de 35 minutos. 
  2. Carro - de São Paulo, pegue a Rodovia Régis Bittencourt em direção de Itapecerica da Serra. No centro da cidade, logo após passar pelo cemitério municipal, entre à direita e depois siga as placas do templo indicando o caminho. Utilize o link "Ver no mapa" e faça seu roteiro. Atenção, há trechos de estrada de terra para chegar ao local. 

Estacionamento

Não há estacionamento no interior do local, mas há muitas vagas na rua do lado de fora.
O ingresso ao Kinkaju-ji é pago (ligue para o telefone no box acima para saber o valor do dia), sendo isentos os menores de 10 anos e os idosos acima de 65 anos.

Infraestrutura do Kinkaju-ji

Há muitas plantas, pedras e fontes de água natural pelos caminhos dos jardins do parque, lago com carpas, patos e gansos, o que transforma o Kinkaku-ji num objeto de belos cenários fotográficos, mas que não chegam a perturbar o clima tranquilo e sossegado que convida o visitante à meditação, à reflexão e a um descanso espiritual.

Um outro atrativo turístico é o Templo Enkoji, que promove todo domingo a prática de meditação e orientação sobre ensinamentos budistas, dando assistência a quem queira iniciar essa prática. A participação é gratuita e aberta a todos.

O local tem quiosques, churrasqueiras e sanitários distribuídos em seu interior que podem ser utilizados pelos visitantes.

Muitos se dirigem ao local para praticarem caminhadas, mas os caminhos na área do parque são bastante acidentados. Uma visita a pé ao Kinkaku-Ji adentrando ao local pelo portal em estilo japonês, solicita bastante o físico, não sendo recomendável para aqueles que têm dificuldades de locomoção.


Não há lanchonetes no interior do parque, mas na sua recepção pode-se comprar algumas bebidas.

História do Kinkaku-ji

(Parte extraída de página do Templo no Facebook)
A história do templo Kinkaku-Ji começa em 1.397, ano em que o original foi construído na cidade imperial de Kyoto, no Japão, por ordem do imperador Yoshimitsu Ashikaga. Considerado por muitos como um dos mais bonitos e poéticos templos japoneses, o local abriga até hoje as cinzas do imperador.

No Brasil, nasceu de um empreendimento privado, tendo sido inaugurado em 1976. Sua administração está a cargo do Centro Ecumênico Vale dos Templos, que administra o
 Parque Turístico Nacional Vale dos Templos.

O Kinkaku-ji do Brasil foi idealizado por Alonzo Bain Shattuck, um americano que morou no Japão do pós-guerra durante 15 anos. Teve por arquiteto Takeshi Suzuki, sendo construído com a participação de dois escultores japoneses: Noburo Norisada e Kanto Matsumoto.

O Kinkaku-ji do Brasil foi construído em concreto armado e revestido com cedro, que recebeu uma pintura dourada especial em vez de ser folhado a ouro como o Kinkaku-Ji do Japão. Em seu interior há várias salas para celebração de cerimônias ecumênicas e um cinerário com vários columbários somando mais de cinco mil nichos permanentes.

Engastado na mata do parque, o Kinkaku-ji é rodeado por um entorno em estilo japonês. Um jardim com um lago de carpas coloridas e atravessado por uma ponte e cerejeiras ornamentais que afloram no inverno entre os meses de julho e agosto.

Curiosidade
(Texto extraído de página do Facebook)
Em 2001 foi inaugurado o "Enkoji" (Templo do Círculo Luminoso), um templo zen-budista nas vizinhanças do Kinkaku-ji, fundado pelo Reverendo Tensho Ohata, o que tornou mais definido o caráter ecumênico do Kinkaku-ji do Brasil.

Embora fisicamente próximos, e atuando em conjunto e sinergia desde sua fundação, o Enkoji é uma instituição distinta e autônoma em relação ao Kinkaku-ji/Vale dos Templos, tendo administração, horários e orientações de funcionamento próprios, voltado à orientação de ensinamentos, práticas e cerimônias budistas.

O Enkoji, como é comum aos templos budistas também aqui no Brasil, abriga em seu interior uma sala para guarda de tabuletas memoriais (japonês: "ihai"), em homenagem aos ancestrais familiares.

Informações em geral sobre o local poderão ser obtidas pelo telefone (11) 4666-4895.

Vale a pena ver no Templo Kinkaku-ji

  • Passear pelas pistas e trilhas existentes, observando as  árvores nativas da Mata Atlântica, o cantar de pássaros presentes, as carpas, patos e gansos no lago, enfim um ambiente que convida o visitante à meditação, à reflexão e um descanso espiritual e
  • Ver no fim de julho e início de agosto a bela florada das cerejeiras que existem no local.
Veja vídeo do Templo Kinkaku-ji feito em nossa visita (sugerimos "clicar" no ícone do "YouTube" para uma melhor visualização).

Fotos do Templo Kinkaku-ji

Tiradas no local ("clique" em qualquer uma das fotos e será aberto, automaticamente, o modo de exibição "Tela Cheia" de seu computador. Por meio de suas teclas "Setas" (➡⬆⬅), você pode visualizar nesse modo de exibição, todas as fotos em boa resolução).

Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraAzaleia Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraPlayground Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraPlayground Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraAzaleia Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeira Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeira Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeira Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeiras Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeiras Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeiras Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeiras Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeiras Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraEstacionamento Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraAzaleias Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeiras Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeiras Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraFlor de Cerejeira Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeira Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeira Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeira Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeira Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeira Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeiras Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraCerejeiras Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraLago de carpas Templo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da SerraTemplo Kinkaku-ji em Itapecerica da Serra

26 comentários:

  1. Gostaria de parabenizá-los pela iniciativa desse site e dizer que sempre o consulto para efetuar meus passeios de final de semana.Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Li. Caso tenha alguma sugestão sobre o site, não hesite em informar-nos.

      Excluir
  2. Parabéns pela iniciativa, moro em Itapecerica da Serra/SP e la também tem o chamado "Parque da Represinha" no bairro do Jardim Sampaio, vale a pena visitar.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pela contribuição. Vamos avaliar sua sugestão. Abs

    ResponderExcluir
  4. Gente, estou querendo ir de ônibus será que a caminhada é muito longa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua resposta, Polyana, está na própria publicação acima no parágrafo "Para acesso ao parque".

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  5. Olá, gostaria de saber se é permitido ensaios fotográficos no local??

    ResponderExcluir
  6. Não temos vínculos com a administração do local. Sugerimos que entre em contato com ela no telefone que está mencionado no box da publicação. Abs

    ResponderExcluir
  7. Eu queria saber se há como empinar pipa no local.

    ResponderExcluir
  8. alguém sabe dizer se permitem ensaio fotográfico no local?

    ResponderExcluir
  9. Achei o lugar fantástico! Muito bem cuidado! Iguais aos que vi no Japão!!! Com certeza farei uma visita!!!!

    ResponderExcluir
  10. Boa noite.
    Temos um grupo de ciclista aqui da região do Valo Velho e gostaria de saber podemos visitar o local de bicicleta e se temos que pagar algum valor.

    Desde já agradeço.

    Marcos Barra

    ResponderExcluir
  11. Boa noite.
    Temos um grupo de ciclista aqui da região do Valo Velho e gostaria de saber podemos visitar o local de bicicleta e se temos que pagar algum valor.

    Desde já agradeço.

    Marcos Barra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. F. entrar em contato diretamente com a administração do local, cujo telefone consta na publicação acima, bem como assinala que o ingresso é pago. Abs

      Excluir
  12. Entrada oficial R$ 5, tem um caminho por trás que eh free.

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde gostaria de saber quanto é o ingresso e se pode fazer fotos no local gostaria de fazer o meu álbum de gestante!

    ResponderExcluir
  14. Olá gostaria de saber se é permitido treinar algum tipo de artes marciais em algum lugar no templo

    ResponderExcluir
  15. Também gostaria de saber se tem um lugar especifica para lanchar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na entrada já vi uns refris, mas eh melhor ir preparado!

      Excluir
  16. Mas Quando está aberto, domingo ele abre?

    ResponderExcluir
  17. O Templo funciona para visitas todos os dias da semana, confirmado com sua administração pelo telefone (11) 4666-4895.

    ResponderExcluir
  18. Quero conhecer o templo com minhas alunas, 44 pessoas. Preciso saber se para isso preciso agendar e se é cobrado alguma taxa.

    ResponderExcluir

Seus comentários são muito importantes para o aprimoramento do site